18/03

Dia da Mulher: Cantoras Baianas

 

            Todo mundo que conhece a Bahia sabe que a nossa música representa o nosso povo mais do que tudo, não é? Seja axé, funk, sertanejo, forró, mpb, pagode ou o famoso samba, as canções regionais trazem toda a alegria do povo baiano para os ouvidos de todo o Brasil. Por isso, em homenagem ao mês da mulher, o Fiesta Bahia Hotel trouxe para você uma lista com as cantoras baianas mais influentes, e que merecem todo o reconhecimento do mundo! Para se encantar com as vozes da Bahia, basta rolar a tela e conhecer as histórias delas!

 

  1. Ivete Sangalo

 

            Seria impossível começar essa lista sem ela, a mãe do carnaval no Brasil. Ivete nasceu em Juazeiro, na Bahia, e atualmente mora na capital do estado. Aos dezessete anos, começou a espalhar sua voz pelos bares baianos, até que entrou na famosa Banda EVA. Foi por lá que ela ganhou reconhecimento, trazendo hits como “Arerê” e "Beleza Rara”, que todo brasileiro já ouviu. Seis anos depois, a cantora iniciou sua carreira solo, que conta com inúmeros sucessos e perdura até hoje.

 

  1. Daniela Mercury

 

            Em uma de suas músicas mais famosas, Daniela canta “a cor dessa cidade sou eu, o canto dessa cidade é meu”. E o canto dela é o canto de Salvador, capital da Bahia! Criada no bairro de Brotas, a artista começou a cantar em bares aos 19 anos, e foi backing vocal de inúmeros nomes famosos, como Gilberto Gil. Com o crescimento de sua carreira, ela lançou seu primeiro álbum, que encantou tanto os brasileiros que foi sucedido por mais 18! Além disso, a cantora também é fundadora de um trio elétrico e gravou 7 dvd’s!

 

  1. Gal Costa

 

            Também soteropolitana, Gal Costa é um dos maiores nomes da MPB - música popular brasileira - e um marco do movimento tropicalista no Brasil. Com uma carreira impressionante que conta com 40 álbuns (31 de estúdio e 9 ao vivo), a artista cantou ao lado de cantores ímpares, como Caetano, Gilberto Gil e Maria Bethânia (mais uma baiana da nossa lista!), sempre desafiadora e fiel aos seus princípios.

 

  1. Maria Bethânia

 

            Filha da cidade de Santo Amaro, Bethânia canta pelo Brasil há mais de cinquenta anos em um estilo despojado e único. Junto ao seu famoso irmão, Caetano Veloso, a cantora iniciou sua carreira em Salvador, que hoje guarda músicas inesquecíveis como “Reconvexo”, “Carta de Amor” e “Fera ferida”.

 

 

  1. Margareth Menezes

 

            Sem dúvida alguma, se você escutar alguém falando ”que mara mara maravilha, ê”, sua memória completará a frase com um ”Egito, Egito ê” bem animado. Isso é fruto do trabalho de Margareth Menezes, soteropolitana que saiu dos corais da Igreja que frequentava para cantar pelos ouvidos de todo o Brasil. Por meio de sua música, a artista alcançou inúmeros feitos, a exemplo do ”Movimento AfroPop Brasileiro”, para apoiar o crescimento de artistas emergentes afro-brasileiros, e da ”Fábrica Cultural”, ONG que ajuda crianças e adolescentes necessitadas. Maravilhosa, né?

 

  1. Pitty

 

            Para finalizar nossa lista, que tal sair um pouco dos estilos de axé, mpb, e partir para um punk rock bem animado? Quem nos guiará pelas batidas agitadas do ritmo é Pitty, soteropolitana que começou sua carreira tocando bateria aos 17 anos, e cresceu até atingir a marca de 32 álbuns. A cantora estudou música na Universidade Federal da Bahia, até que um produtor a procurou e os dois começaram a trabalhar juntos. A partir daqui, a carreira da moça deslancha, com grandes hits como ”Admirável Chip Novo” e letras muito ousadas, corajosas e criativas.

 

            E aí? Gostou de conhecer um pouquinho mais das baianas ”arretadas” que temos por aqui? Nós amamos compartilhar a história delas com você, e mal podemos esperar para hospedar todas as mulheres incríveis que nosso país guarda ao som das obras de cada uma das que estão na nossa lista!