29/03

História do Pelourinho

 

Se o seu destino é Salvador, você com certeza já ouviu falar do Pelourinho, aquele bairro lindo que aparece nos filmes com ruas cheias de casinhas coloridas e muita cultura. Mas não é só pela beleza encantadora que mora por lá que o lugar merece sua visita: o Pelourinho guarda uma história extremamente importante para o Brasil, só esperando que os interessados cheguem até lá para conhecê-la. Por isso, para que você fique ainda mais feliz com a ideia de viajar até lá, nós do Fiesta Bahia Hotel preparamos um resuminho que te conta o passado desse lugar maravilhoso. Quer conhecer? É só continuar aqui com a gente!

 

Para falar do Pelourinho, precisamos falar sobre Salvador. Antigamente, quando o Brasil ainda estava sob o controle de Portugal, corsários de todos os lugares vinham pegar nossos recursos naturais, como a cana-de-açúcar e o famoso pau-brasil. Para defender o país contra essas invasões, foi fundada a cidade de Salvador, que logo tornou-se a capital do império. E é aqui que entra o Pelourinho: dentro da cidade, havia uma região tão bem localizada que parecia brincadeira. Esse lugar ficava perto dos portos de escoamento, dos centros comerciais, e ainda tinha uma barreira de defesa natural em função do relevo local.

 

Por esses e outros motivos, as autoridades portuguesas perceberam a importância da região, e começaram a investir nela. Agora começam a surgir as lindas casinhas coloridas, construídas ao estilo português. Sabia que no Porto, cidade de Portugal, as casinhas são quase iguais às do Pelourinho? E que a quantidade imensa de igrejas que foram construídas no bairro também vem de um costume europeu? Pois é. O lugar passou a guardar inúmeras características do país colonizador, e uma delas foi a mão de obra escrava. Cada construção encontrada no bairro foi levantada por mãos escravas, que eram frequentemente castigadas em praças públicas no meio do lugar. É daí que vem o nome do local: Pelourinho, como eram chamados os lugares onde as punições a escravos eram realizadas. Triste, não é? Mas calma que a gente ainda vai chegar na parte iluminada, cheia de dança e alegria que você conhece do Pelourinho.

 

Com o tempo, o local foi sendo deixado de lado, principalmente quando a capital do Brasil deixou de ser Salvador. Nesse cenário, o crime, a prostituição, o vandalismo, e o abandono reinaram por lá, e o bairro perdeu seu prestígio. Apesar de todas as dores, e dessa história tão complicada, de pouquinho em pouquinho, o Pelourinho se reergueu. Hoje, o lugar é tombado como patrimônio da humanidade da UNESCO, e encanta todos que passam por lá com sua música, suas cores, seus sabores e a rica história que guarda. Quanto a nós, temos certeza de que depois de conhecer a vida do Pelourinho, você não vai perder a oportunidade de passar lá e sentir a atmosfera de superação do centro histórico, e mal podemos esperar para te hospedar durante sua aventura pelas ruas coloridas da Bahia!