24/09

“Salve, Salvador!”

Em qualquer lugar do mundo, as batidas do coração podem ser bem representadas pelo conhecido “tum-tum-tum”. Mas o coração baiano e o coração de quem pisa nesta terra pulsam em um ritmo diferente. É batida forte de percussão com pandeiro, de solo de guitarra baiana com tambor! É batida de Avenida, Candeal e de Pelô!

A mistura de ritmos e movimentos - do rock de Raul Seixas ao pagode, do Tropicalismo ao samba, do axé ao arrocha - é característica marcante da Bahia! Por meio de músicas e artistas consagrados, nosso estado é reconhecido mundialmente e essa energia musical atrai visitantes de todos os lugares!

Os ares baianos ficam ainda mais musicais com a chegada do verão. São shows, ensaios de artistas, de blocos, de projetos, festivais, lavagens... A música envolve Salvador e não tem quem queira deixar a cidade antes do último dia do carnaval.

Por causa da pandemia, os baianos e turistas ficaram com um vazio enorme no coração. A energia contagiante dos eventos e programações musicais faz falta! Mas a esperança é de que tudo isso vai passar e, em breve, teremos nossos artistas em seus palcos, trios elétricos… canto em cada canto desta cidade!

Enquanto aguardamos pela retomada das apresentações do Olodum no Pelourinho, pelo retorno da Timbalada ao Candhyall Guetho Square, pela Melhor Segunda-feira do Mundo no Wet’n Wild, pelas variadas atrações do Museu du Ritmo, pelos shows mais intimistas no Solar do Unhão... enquanto não vemos o Ilê passar e tantos outros eventos musicais, aqui vai uma dica imperdível: visite a "Cidade da Música da Bahia”.

O museu recém-inaugurado (setembro) foi instalado no Casarão dos Azulejos Azuis, entre o Mercado Modelo e o Elevador Lacerda, clássicos pontos turísticos de Salvador! A Cidade da Música da Bahia abriga a história da música com muita tecnologia, e tem até um espaço cultural para a produção de novos artistas! O funcionamento é de terça-feira a domingo, das 10 às 17 horas. O ingresso custa R$20 (inteira) e R$10 (meia). Seguindo os protocolos sanitários contra o coronavírus, a visitação deve ser agendada.

Então, “quando você chegar, quando chegar…” hospede-se no conforto do Fiesta Bahia Hotel e prepare-se para a festa que é curtir o som de Salvador! E “chame gente”, viu?

 Fotos: Igor Santos/Secom Salvador